quarta-feira, 8 de agosto de 2018

STF aprova reajuste de 16% para ministros da Corte em 2019; aumento será votado no Congresso


Os ministros do Supremo Tribuna Federal decidiram nesta quarta-feira (8) incluir no orçamento de 2019 uma previsão de reajuste nos salários.

A decisão de reajustar os próprios salários em 16,38% teve o apoio de sete dos 11 ministros. A reunião foi no gabinete da presidente Cármen Lúcia.

Se passar no Congresso, o atual salário de R$ 33.700 vai passar para R$ 39 mil.

Um impacto anual de quase R$ 3 milhões para o Supremo e de mais de R$ 700 milhões para o Poder Judiciário Federal. A proposta provoca efeito cascata nos três poderes, nos governos estaduais e nas prefeituras porque os salários dos ministros do Supremo estabelecem o teto do servidor público.

A decisão vem na contramão da equipe econômica do governo, que quer adiar o aumento dos servidores civis do Executivo para manter o déficit fiscal na marca dos R$ 139 bilhões.

Essas questões terão que ser enfrentadas pelo próximo presidente da República porque tudo se refere ao orçamento de 2019.

Essas questões terão que ser enfrentadas pelo próximo presidente da República porque tudo se refere ao orçamento de 2019.

Nenhum comentário:

Postar um comentário